quinta-feira, junho 25, 2009

O Fim

As rochas, as torres, as passarelas de concreto, os túneis, os flancos, os altos muros e as casas espalhadas. O palácio, o castelo, o fortim e os pátios; os quartos, as câmaras, a adega e as arcadas.
Tudo ruía.
Só quinze sobreviveram da queda total. Embarcaram em um barco que já era um destroço e navegaram para longe. Cruzavam com as rochas que caíam do céu, este que era também um teto despedaçando. Caíam as rochas na água morna e pálida, levantando ondas no oceano moribundo.
Os quinze guardavam uma estrela. Um deles a segurava firme contra o peito.
Contra a fumaça branca avançavam.
Depois deste mundo terminar, iriam atrás da Ilha Desconhecida.

2 comentários:

Lobz Wolblood disse...

Sinto falta das tuas histórias. Do Kristalian. Às vezes passo horas tentando lembrar os nomes dos teus personagens. Lembro, e alguns dias depois estou tentando lembrar de novo.

Saudades.

Utak disse...

uau.