sexta-feira, novembro 10, 2006

Prólogo

Era uma vez uma terra onde não havia nem Sol nem Lua. Os dias e as noites se alternavam repetidamente monótonos, sem nenhum astro a brilhar lá em cima. Claro, escuro, dia, noite, azul, estrelas. A alternância permanecia, mas sempre com a ausência: Sol e Lua haviam sido roubados há muitos e muitos anos.
O nome desta terra era Kyzywky, e seus habitantes, cansados de viverem em um dia claro, porém cinza, e nas noites ecuras, porém assustadoras, começaram a inventar lendas e histórias, esperando que algum dia voltassem ao céu os raptados astros. A história favorita destes habitantes era a lenda dos Escolhidos.
Dizia essa lenda que muitos e muitos anos atrás as Trevas chegaram a Kyzywky e os deuses foram raptados e aprisionados. Principalmente o Deus Sol e a Deusa Lua, que nunca mais passearam iluminantes pelo céu. Era preciso então que alguém resgatasse os deuses e os trouxesse de volta a Kyzywky; mas seriam necessárias pessoas especiais, com poderes vindo direto do panteão mítico e celeste, capazes de controlar os elementos. Essas pessoas, que seriam selecionadas pelos deuses diretamente de seus cativeiros, foram nomeadas de Escolhidos. Era preciso que os escolhidos voltassem, afirmavam as pessoas que passaram a esperar.
Em Kyzywky essa lenda circulou durante muito tempo, até que novas religiões foram inventadas e as pessoas resolveram que haviam coisas mais úteis para se fazer. Demorou muito tempo sem que nada acontecesse, e logo a lenda virou lenda, virou estória, e ninguém mais queria saber de sair em busca de poderes divinos para resgatar um certo Sol e uma coisa chamada Lua, o que quer que fossem isso. Tudo do passado foi deixado no passado e uma nova sociedade, acostumada ao céu cinzento, se estabeleceu.
Era uma vez ou não era. Talvez tenha existido ou foi tudo inventado. Quem sabe o que está além da nossa memória?
Um dia, (ou talvez nunca) uma história começa, e é uma história que acredita nas histórias antigas de Sol e de Lua. Ela começa em uma cidadezinha pequena, chamada Hinée, onde as pessoas eram tranqüilas e onde moravam três pessoas que se tornariam personagens desta narrativa.
Porque aqui se inicia uma história diferente e esquecida. Sobre o Sol, a Lua e sobre Kyzywky.
Era uma vez:

3 comentários:

Lobz disse...

Ai que emoção!

Utak disse...

YES! capitulo 1! queremos o cap. 1!

pioux disse...

Muuuito emocionante T_T
eu.... eu ... Adoro isso....
Concigo até imaginar um velhinho contando em uma estrada para jovens que desacreditam das antigas lendas e que n percebem que tudo tem um fundo de verdade....
É tão você! =)